17.11.08

sob o cruzeiro do sul


mais um livro para meu portfolio! um livro lindo, cheio de detalhes, desde a concepção ao projeto gráfico. trata-se de um diário da bisavó de uma amiga minha, ela escreveu sua história para deixar para sua família contando desde de antes de ela vir para o brasil, na época da imigração japonesa. para comemorar os 100 anos da imigração, a família resolveu fazer uma edição em português (ela já havia publicado uma versão em japonês). para isso, a filha e neta, além da ajuda de outros familiares, organizaram as informações, fizeram contato com a tradutora, encomendaram as ilustrações, revisaram e acompanharam o trabalho de projeto gráfico e diagramação.

foi uma delícia fazer esse projeto e a diagramação. além do assunto ser bonito: um diário da vida de uma mulher forte, as ilustrações e o envolvimento que tenho com a família fez todo o processo ser mais próximo e direto.

o resultado pode ser visto aqui! um livro de quase 300 páginas, com muita história, muitas fotos, depoimentos dos familiares e muita emoção!

as flores sempre fizeram parte da vida de midori mouri, por isso as aquarelas de marielise para encantar ainda mais o livro... das aquarelas surgiram as flores vetorizadas que viraram ícones dos capítulos e também ilustraram a capa e outros materiais impressos como o marcador de livro e o convite do lançamento (São Francisco de Paula [RS], 22/11/2008).

Um comentário:

Mateus disse...

Contar estórias é um modo muito bacana de achar (ou dar) sentido ao que passou.

E sentido é fundamental para que se alcance alguma compreensão sobre o que existe.

Mas, para contar estórias e para exercitar a compreensão, é sempre muito bom e importante contar com a beleza - abundante na natureza, nas flores e, como se vê, nas páginas deste livro.

Pelo que pude ver, este livro tem boas medidas de cada um desses pontos: é uma linda estória, contada por uma velhinha simpática e linda, num lindo livro, com uma linda capa. Me parece que ele foi escrito de modo que a escritora e seus leitores - muitos deles familiares, é verdade - possam alcançar a compreensão sobre a vida de uma pessoa (que também é, de modo exemplar, a vida de um grupo de pessoas) que emigrou do Japão para o Brasil.

No fim da contas, a estória contada por uma pessoa pode ser mesmo, como um lindo exemplo, a própria história (do mundo).

E, para tanto, beleza é, como se vê neste livro belo, parte essencial do processo.